Empreendedorismo

Como ser assistente virtual em 9 passos

como-ser-assistente-virtual-capa
Equipe Marketex
Escrito por Equipe Marketex

Aqui no Marketex, já ensinamos o que é um assistente virtual e demos algumas dicas de como pode trabalhar em casa seguindo a carreira, uma das principais tendências desse ano no mundo digital. Mas como ser assistente virtual e conseguir formar uma clientela.

O que aprender para fazer parte do seleto grupo de assistentes virtuais que deixaram de lado o tradicional modelo das 9h às 17h e agora trabalham por conta própria?

Vamos te ajudar nessa tarefa!

Com estes passos, você saberá o que precisa aprender para começar, as principais ferramentas de um assistente virtual e como conseguir seus primeiros clientes.

1. Escolha qual tipo de assistente virtual você será

Não existe apenas um tipo de assistente virtual. Você pode ser um assistente administrativo, financeiro, comercial, entre outros. Semelhante ao que vemos em empresas tradicionais.

O ideal é considerar suas habilidades e experiência na hora de escolher um desses ramos. Definir qual tipo de assistente virtual você será irá te ajudar a saber quais tipos de clientes buscará.

Vale notar que, apesar de escolher uma área de foco, é importante saber que algumas atividades são comuns a todos os tipos de assistente virtual.

como-ser-assistente-virtual-inicio

2. Quais são essas atividades?

Boa parte das empresas ou empreendedores que contratam alguém para ser assistente virtual esperam uma destas duas coisas:

1 – Alguém para executar um trabalho específico;

2 – Alguém para ajudar a executar tarefas rotineiras.

Na primeira opção, as tarefas são bastante variadas. Um designer que precisa escolher quais de seus trabalhos irão fazer parte do seu portfólio pode, por exemplo, contratar assistente virtual para organizar seu acervo de acordo com os tipos de projetos que entregou ao longo da carreira. Após o fim da organização, seu contrato termina.

A segunda opção é um contrato feito de maneira mais “permanente”. São assistentes virtuais que podem tomar conta da agenda de compromissos, responder a dúvidas no atendimento online ou agendando posts do Instagram, entre outros.

3. Escolha algumas tarefas dessa lista para começar

Nossos dois primeiros itens da lista de como ser assistente virtual foram propositalmente vagos. O objetivo era plantar algumas ideias na sua cabeça sobre como você pode conduzir os primeiros passos de sua carreira.

Agora que já tem certa noção de qual tipo de profissional você será, chegou a hora de fazer uma lista das tarefas que pode oferecer aos seus contatos. Destes 10 exemplos, escolha dois ou três que você já sabe executar;

  • Organizar emails;
  • Controlar agenda;
  • Atendimento ao cliente; (pelo WhatsApp, Instagram Direct, site, email, qualquer um)
  • Criação e agendamento de conteúdo para blogs ou mídias sociais;
  • Edição e revisão de texto;
  • Transcrição de texto para áudio;
  • Pesquisa de hashtags e palavras-chave;
  • Edição de vídeos;
  • Adicionar e editar informações em base de dados;
  • Criação e edição de imagens.

4. Ferramentas úteis para assistentes virtuais

Ok, agora você já sabe quais são as atividades que um assistente virtual executa. Também já decidiu por quais delas irá começar. Uma dúvida permanece: quais ferramentas usar?

como-ser-assistente-virtual-google

A princípio, indicamos que use as ferramentas grátis do Google, como o Gmail ou o Google Agenda. Se está trabalhando com blogs e textos na internet, provavelmente já utiliza o WordPress ou ferramentas do pacote Office.

Se optou por criar conteúdo para mídias sociais, recomendamos o Canva para fazer imagens e aplicativos de celular como o InShot para edição e criação de vídeos rápidos. Confira este artigo com nossas indicações de aplicativos para criar conteúdo.

5. Ferramentas úteis para se ter em casa

Além das ferramentas digitais, assegure-se de ter um ambiente exclusivo para trabalho. Seja um cômodo, espaços de coworking ou cafeterias, é necessário ter um espaço dedicado para usar para executar seu trabalho.

Tenha em sua mesa um computador ou celular com seus respectivos carregadores próximos, fones de ouvido para abafar barulhos externos e um bloco para fazer anotações. Dependendo do horário no qual trabalhe, uma luminária pode ser útil para evitar desgaste nos olhos.

6. Defina horários de trabalho

Mesmo que fuja do horário tradicional de trabalho, isso não significa que ficar intercalando tarefas do escritório, tarefas de casa e lazer pessoal seja uma boa ideia.

Procure estudar os horários nos quais é mais produtivo e defina-os como seu horário para trabalhar. Isso serve tanto para aqueles que amam acordar ao primeiro raiar do sol quanto aqueles que se sentem mais produtivos durante a madrugada.

como-ser-assistente-virtual-horario

Considere também os horários de funcionamento dos seus clientes. Mesmo que opte por trabalhar à noite, por exemplo, isso pode significar que, durante o dia, tenha de ficar atento às notificações do celular por mensagens de trabalho.

Ou seja, balanceie seu melhor horário para trabalhar com as horas de funcionamento dos seus clientes. Dessa maneira, conseguirá produzir melhor, mas sem ficar refém do telefone em momentos de descanso.

7. Use seus contatos

Possui amigos e parentes que empreendem ou podem te apresentar alguém que esteja precisando de assistente virtual? Então mande uma mensagem a eles falando sobre seus serviços!

Essa pode ser uma excelente maneira de conquistar seu primeiro cliente e começar a aprender como ser assistente virtual. Não tenha medo ou vergonha de procurar clientes usando seus contatos pessoais.

8. Cadastre-se em plataformas de serviço freelance

Além de contatar amigos e parentes, registre-se em plataformas para trabalho freelance, como o Workana, GetNinjas ou Freelancer.com (em inglês). Esses sites contam com um fluxo constante de novas vagas para trabalhar como assistente virtual.

Normalmente, o pagamento não é tão interessante quanto em serviços que fecha por conta própria. Por outro lado, elas podem abrir caminho para seus primeiros relacionamentos comerciais e contratos fora dessas plataformas, no qual poderá estabelecer seu próprio preço.

9. Se aprofunde com a Jornada do Assistente Virtual!

Esses serão seus primeiros passos para aprender como ser assistente virtual, mas é só a ponta do iceberg. Com as dicas desse artigo, estará preparado para definir suas atividades na nova carreira e a buscar seus primeiros clientes.

Há muito mais potencial na carreira de assistente virtual para quem quer se aprofundar. Quer saber como?

Com o pacote Jornada do Assistente Virtual!

Por meio desse pacote de cursos online, você terá todas as ferramentas necessárias para atender todo tipo de cliente, gerar resultados impressionantes e ter a liberdade para trabalhar onde e quando quiser, com uma renda mensal que vai de R$ 4.000 a R$ 28.000 por mês!

Clique no link agora e conheça tudo que a Jornada do Assistente Virtual tem para te oferecer!

Comente

Sobre o autor

Equipe Marketex

Equipe Marketex

Pin It on Pinterest

Share This
Empreendedorismo Inovação e Tech Instagram Periscope Pessoas Vídeos Whatsapp
destaque-instagram-capa
Capa para destaque no Instagram: 150 modelos para você usar
instagram-direct-capa
Instagram Direct: tudo que precisa saber
aplicativos gravar videos capa
Aplicativos de vídeo: 26 opções para Android e iPhone